ISSO

É um poema
Essa trama de veias
Essa coisa de asas
E de apelos.
Um galope sem freios
Um camafeu
Comovido o meu retrato
Ao meio
Do vidro partido
Coração.

Me sei assim
Isso
Poeta
A espera de outras fomes
Cuido da espada
Atravessada ao meio
Da jugular
Assim é dor
E desespera
Mas, não sangra.

Isso
Poeta
Vigio o poço
Onde atiramos os desejos
E ainda persigo os sonhos
Como ovelhas fugidias
Num pasto de estrelas.

Sempre à noite
Quando as palavras
Se carregam mais
De tragicidades
urgências.
E, com alguma arte
E possível ouvir-lhes
(Das palavras)
O som.

Isso
É assim.
Um verbo no início
Um poema
No fim.


15 comentários:

Naty e Carlos disse...

Olá aqui vim deliciar-me um pouco.
Um bom fim de semana.
bjs

CHELLOT disse...

Isso vai além da poesia. É pura arte!
Bjs.

Tiago Lopes disse...

Grande blog sim senhor muitos parbens..força aí e abraços TUGAS

sonho disse...

Um verbo no inicio...e um belo poema que eu acabei de ler...
Beijo d'anjo

O Druida disse...

Oieee menina, voltei..viuuu

Bjus

Tatiana disse...

Adorei o seu poema. Rico do início ao fim!

Desejo para você e todos os seus familiares um Natal repleto de AMOR e MUITA PAZ!

Um beijo carinhoso

Dois Rios disse...

Minha querida,

O teu blog "Lua Prateada" não está abrindo aqui no meu navegar, portanto vim parar aqui para te agradecer o carinho das palavras e também te desejar um ano sereno, de muita paz, amor e harmonia. Nos vemos logo ali em 2010!

Beijos festivos,
Inês

ONG ALERTA disse...

Sonhos e desejos de um ano novo cheio de paz e luz no seu coração, um abraço Lisette Feijo.

Silvana Nunes .'. disse...

ESPERANÇA

"Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas as sirenes
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
Atira-se
E
- ó delicioso vôo!
Será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança ...
E em torno dela indagará o povo:
- Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá
(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:

- O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA ...."

(Mário Quintana)

FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... está aqui para desejar para você um ano de 2010 de muita LUZ. Que nele você consiga realizar alguns de seus mais importantes propósitos.
E que DEUS ÑANDE RU continue nos anemçoando COM A SUA ETERNA GRAÇA pelo resto de nossas vidas. Agradeço sua presença em meu blog durante o ano de 2009 com seus comentários sempre muito carinhosos e relevantes. E como já é tradição em nossa cultura trago algimas simpatias para entrar o ano de bem com ele. BOA SORTE.
QUE SEJAMOS FELIZES.
FELIZ ANO NOVO ! QUE OS BONS VENTOS SOPREM SEMPRE A SEU FAVOR EM 2010 !
Saudações Florestais !
http://www.silnunesprof.blogspot.com

Sereia disse...

Muito obrigado pela visita...
Um feliz Ano Novo.
Ai,essa música é linda!!!
Um beijo grande.

jefhcardoso disse...

Lamento por sentir dor, e espero que sempre extraia os mais belos poemas de sua ferida que não sangra. Quanto aos sonhos, não fique os vendo fugir, corra com eles pelos campos fabulosos e seja muito, muito feliz.

Abraço: Jefhcardoso (não por acaso)

Tod(as) palavras disse...

poesia, pura, rica, densa. poesia!
meu abraço.

Terê. disse...

poema, lindo, música,linda, blog lindo, bju terê.

blog da tia Claudia disse...

Simplesmente lindo seu blog...Pura poesia e encantamento.
Que carinho suas palavras...
Se puder passe em blog,ficaria muito feliz com sua visita.
Um grande abraço.

Terê. disse...

Isso
É assim.
Um verbo no início
Um poema
No fim.

isso é lindo, estou passando para desejar um feliz natal, bjus tere.