Pontes do Infinito

Pois é...quem pode medir a essência do infinito, ou o alcance da sua mágoa por ser tudo e não ter consciência do que é um princípio e um fim, um começo e uma paragem, uma interrogação e uma resposta...Então podemos tocar o simples e na complexidade da racionalidade achar de novo o...simples...Como formigas de ar, vemos uma ponte chamada eternidade despontar sobre nós...e por isso decompomos a fartura da imaginação criativa em pequenas pedras apenas férteis mentalmente. Assim aparecem-nos finalmente as medidas das coisas, e nós homens que vivemos na ponte da eternidade, vimo-nos cansados sobre o tropeçar das pedras dos anos, horas, minutos e segundos. Torna-se assim evidente que quanto mais pedras as nossas rugas mentais suportarem, mais sábios somos, mas no fundo ninguém ultrapassou essa ponte. Nem o fará enquanto a gula dessas pedras continuar. Há pontes que não foram feitas para se chegar de um sítio a outro, mas apenas para nos sentar-mos nelas, de pés vogando no vazio e onde os sóis da serenidade se põem para logo regressar, enquanto rios de curiosidade navegam debaixo de nós. Assim são as pontes do infinito e da Eternidade.

© efeneto


10 comentários:

GarçaReal disse...

Quando calcurreamos as pontes do infinito ou quando tentamos caminhar nas pontes da eternidade, é porque tentamos de braços abertos agarrar a vida que vislumbramos lá ao fundo no chamado tunel....

Belo

Bjgrande

Perla disse...

Pontes...

Fizeste-me lembrar a canção do Pedro Abrunhosa...
"E que nunca caiam as pontes entre nós"

Bjs

salome disse...

Tudo se torna infinito quando vivemos para o bem,e quando agarrarmos a vida e não deixarmos que as pedras da maldade viagem pelo nosso caminho.Abraço de carinho aqui desta ilha Pico-Açores

manuela disse...

O espaço infinito é a ponte eterna entre este mundo e o outro...nunca sabemos onde estamos...as nossas mágoas são as rugas da aprendizagem...um texto cheio de sabedoria....beijos.

lua prateada disse...

Tão profundo amigo...é bem verdade tudo o que ai está nessas palavras tão bem descritas.Me lembrei do livri "A Ponte para a Eternidade" o qual eu axei lindo e, teu pensamento tem tudo a ver.Bem sobre este tema teria tanto a dizer, há tanta coisa a ser dita sobre isso tanta ideia a ser exposta...Me fico por aqui...
Beijinho prateado com carinho
SOL

Rui Caetano disse...

Um bom dia de 25 de Abril!

jguerra disse...

Olá efeneto. O infinito deixa-nos do lado de cá, sempre, a magicar sobre o que estará do lado de lá... alkí que não atingimos, que não chegamos, deixando-nos com as dúvidas, mas mais sábios pois são elas que nos fazem crescer.
Um abraço

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá Amigo, belíssimo texto... Os meus sinceros parabéns!
Bom fim de semana!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Lyra disse...

Olá, bom dia,

Passei por aqui só para desejar em excelente fim de semana e deixar um beijinho grande.

Voltarei na segunda-feira para
ler tudo. Até breve.

;O)

Anónimo disse...

Olá, não sei se conheces a campanha da amizade, mas tenho de te dizer que fostes uma das minhas nomeadas. Passa pelo meu blog, para veres as instruções. (lol)

Bjs
http://paraiso_escondido.blogs.sapo.pt