Cavaleiro

Do fundo do mar
Do centro da floresta
Do cimo dos céus
Do alto das montanhas
Clamam por ti!
Das ruidosas vilas e cidades
Das pacatas aldeias
Do interior e litoral
Do norte e do sul
Clamam por ti
Vem Cavaleiro Vem
Traz-me meu coração
Traz-nos vibração
Levem ventos de quadrantes diferentes
Levem pássaros de todo o mundo
Levem raios de sol e de Lua
Levem estrelas pelo Universo
Levem esta mensagem
Levem esta esperança
Que o Cavaleiro de espada da Terra
Que o Cavaleiro de armadura lunar
Que o Cavaleiro das sombras renasça
Traz meu coração!
Traz minha esperança!
Traz meu sentir, meu fluir, meu devir!

©Joaquim Guerra
1 de Fevereiro de 2007

10 comentários:

Palavras ao vento disse...

Belissimo Poema!

" Levem pássaros de todo o mundo
Levem raios de sol e de lua..."

Foi um prazer ler este poema de Joaquim Guerra!

Obrigada efeneto... meu poeta!

beijos da

Maria

jguerra disse...

Olá Efeneto. Claro que podes. Obrigado por previlegiares este poema. Também gosto muito dele. E a música meu Deus! Deixa-me extasiado.

Grandes escolhas. Não podia ter sido melhor.

Um abraço amigo.

jguerra disse...

É verdade.... mais o pensamento, fico babado!
Estou regressando aos poucos. Obrigado. Deste-me alento.

lua prateada disse...

Amigo!...estou procurando esse cavaleiro há anos!!!...onde ele está?tenho esperado k ele entre pela janela de meu quarto montado num cavalo branco...mas nada!...Está lindo amigo parabéns é uma honra para nós ter-te...Beijinho prateado da
SOL

efeneto disse...

Amigo Joaquim, não vou comentar pois o meu comentario resume-se á escolha que fiz e por alguma razão a fiz. Abraço e disponha sempre. Se somos uma equipa é para "jogarmos" todos...

Helena disse...

Belissimo poema...


Simplesmemte deixo um sorriso sincero:)

Paula Raposo disse...

Tão bonito este poema!! Lindo! Também gostei do que me deixaste para o fim de semana!! Beijinhos.

efeneto disse...

#Paula Raposo#
...Olá amiga. Obrigado pelo seu comentario. No espaço onde publicou o comentario é um espaço que criei e mantenho com amigos e o poema que leu não é meu, é de um colega meu. O Joaquim Guerra do blogue:
http://nrjalternativas.blogspot.com/

Será sempre bem vinda a este "Almas Poéticas bem como aos nossos espaços pessoais.
Saudações da equipa.
*efeneto.

manuela disse...

Um poema lindíssimo que nos remete para tempos idos...beijos...

Olhos de mel disse...

Que lindo! Quem não sonha com um cavaleiro assim, trazendo tanta coisa maravilhosa?
Estava com saudades de tanta coisa maravilhosa que leio por aqui.
Que sua semana seja feliz!
Beijos