Solidão

Rostos, menos alegres, tristes
Marcados pelo tempo e pelas rugas
De vidas menos fáceis, duras
De vidas inertes de dificuldades.

Rosto, de quem vê a vida passar
Com mais ou menos alento
Com a recordação no pensamento
Sem vontade para prosseguir.

Rostos de quem fica à varanda
Saudosos de tempos que passaram
Voando até às estrelas que brilharam
Aterrando em reacções frias de outros.

Rostos de quem fica à espera
De não serem os únicos (desanimados)
Ao se sentirem sós acompanhados
Ao desejarem companhia sendo sós.

Rostos de quem um dia sofreu por amar
Que escondem realidades fingidas
Que sonham com irrealidades desejadas
Rostos de quem um dia amou por sofrer.

efeneto*


16 comentários:

Eärwen Tulcakelumë disse...

A música...a foto...as tuas palavras...combinação perfeita meu amigo.

Pérolas incandescentes de carinho.

Eärwen

Marrie disse...

Efeneto.... qta honra esse convite!!! P/agradecer-te deixarei algumas palavras escritas num momento bastante delicado da minha vida e q ainda não publiquei lá no blog. Não chegou o momento! Antes de mais nada, longe de mim querer comparar-me a um verdadeiro poeta q és tu. Apenas receba estas palavras como um mimo de quem a ti já quer muito bem.


Depressão
Um dia acordo e tudo que antes era fantástico não mais existe.
Procuro saída, refúgio, acolhida.....
Me sinto triste!

Difícil explicar os motivos,
Fazer declarações.
Tudo se transforma em duras lamentações.

Como sempre, o tempo não para.
Algumas pessoas percebem e ficam quietas
Outras se assustam e na maioria dos casos te acusam.

Momentos de eternas inseguranças.
Isso não me faz bem.
Preciso novamente voltar a ser criança.

Criança que brinca c/a vida.
Que curte as pequenas coisas
Criança-mulher, moleca, atrevida.
Apenas criança!
Marrie

carla granja disse...

olá! é a primeira vez k entro no teu blog e fiquei encantada. eu tenho 38 anos meus amigos não me dão mais de 30,mas sou muito saudosa e dou por mim a imaginar como teria sido o passado da minha familia,os amores k viveram e até de outras pessoas mais idosas k vejo e começo a pensar será k foram felizes , será k amaram... eu tmb tenho um blog com poemas de minha autoria , escrevo de tudo um pouco , hoje escrevi um para a minha sobrinha k faz hje anos,mas tenho poemas para todos os gostos pois são todos variados. se kiseres dá uma olhada.
http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt
bjo
carla granja

lua prateada disse...

Rostos de quem um dia amou por sofrer...por vezes é assim mesmo,esses rostos serão o nosso refloxo nos pr´oximos anos migo...Beijinho com carinho da
SOL

Wolmar Araujo disse...

Fico até com medo de dizer alguma besteira depois de ficar de maravilhado com seu Blog. Gostei muito do seu estilo, vou visitar sempre que puder.

Abraços!!

Olhos de mel disse...

Que lindo! Rostos que nos enchem de orgulho e nos servem de espelhos.
Obrigada pelas palavras carinhosas que deixou por lá.
Bom fim de semana! Beijos

Vieira Calado disse...

Os nossos próprios rostos, no fundo!
Bom fim de semana.

Paulo Afonso disse...

Olá
Um poema enorme, que no fundo pode ser uma vida...
Parabéns

JOSÉ FARIA disse...

Este poema é nosso, é universal.
Todos passaremos e sentiremos o que nos transmite esta poesia.
Saibámos preparar o caminho, porque lá chegaremos.
E que saibámos chegar ao fim, com alegria do dever cumprido.
Beijos de amizade e...
Bom fim de semana!

Bia disse...

Rostos que mostram as marcas do tempo, mas que trazem também a expressão da paz, da serenidade, do amor.

Uma bela foto, um belo poema!

gasolina disse...

Tanta vida nestas marcas, tanta história nestras vidas.

Bom fds, beijos

efeneto disse...

*Eärwen Tulcakelumë*
*Marrie*
*carla granja*
*lua prateada*
*Wolmar Araujo*
*Olhos de mel*
*Vieira Calado*
*Paulo Afonso*
*JOSÉ FARIA*
*Bia*
*gasolina*

...quando escrevemos algo, o maior prémio que podemos receber é a vista dos amigos. E desta maneira venho agradecer a vossa visita, não querendo melindrar os mais "velhos" amigos dou aqui as boas vindas aos novos amigos que nos visitam, para que esta seja a primeira de muitas visitas que nos iram fazer. Voltem sempre e bem-haja pois nós "Almas Poéticas" iremos fazer com que a vossa visita seja sempre um prazer mútuo...até sempre...

©õllyß®y disse...

Rostos que o tempo marca, de cada momento vivido...

Ausente da net, a poco e pouco espero retribuir cada pedaço de carinho...

Terno beijo

Marrie disse...

Efeneto.......

Qtas palavras q nos fazem penetrar no mais profundo íntimo de um ser!!!
bjs e voltarei c/certeza

Paula Raposo disse...

Gostei de passear neste espaço.

Odele Souza disse...

A idade confere a sabedoria que os mais jovens não tem. As pessoas idosas deveriam sempre ser amadas e respeitadas como merecem ser.
Muito bonito seu espaço.
Te deixo um abraço.